Boa Tarde! quinta-feira, 18 de janeiro de 2018.
Cadastre-se para receber informações do OMX e notícias atualizadas do meio jurídico.  
   
Localização
   
  Rua Joaquim Távora, n. 226 - cj. 13
Vila Mathias, CEP 11075-300
Santos - São Paulo - Brasil
Tel.: 55 13 3327-0542
Fax.: 55 13 3327-4527.

Ver Mapa
Notícia
           
 
Astreinte não integra base de cálculo de honorários advocatícios  
           
 

 A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por unanimidade, que não faz parte da base de cálculo dos honorários advocatícios o valor da multa cominatória – aquela paga pelo atraso no cumprimento de determinações judiciais.

Ao negar recurso especial de advogado que atuava em causa própria, o relator, ministro Villas Bôas Cueva, afirmou que a base de cálculo dos honorários advocatícios deve ser a condenação referente ao mérito principal da causa, o que exclui as multas (ou astreintes) do cálculo das verbas sucumbenciais.

“As astreintes, sendo apenas um mecanismo coercitivo posto à disposição do Estado-Juiz para fazer cumprir suas decisões, não ostentam caráter condenatório, tampouco transitam em julgado, o que as afastam da base de cálculo dos honorários advocatícios”, destacou o ministro.

CPC de 73

Villas Bôas Cueva disse, ainda, que o Código de Processo Civil de 1973 – aplicável ao presente caso – estabelece que os honorários de advogado serão fixados entre 10% e 20% sobre o valor da condenação.

O ministro explicou que o valor da condenação deve ser entendido como o valor do bem pretendido pelo demandante, ou seja, o montante econômico envolvido na questão litigiosa.

Multa

Para o relator, a multa não se confunde com a condenação, pois possui natureza jurídica diferente. Segundo ele, a multa funciona como forma de coerção judicial para obrigar o réu a uma obrigação de fazer, não fazer ou se abster, não formando coisa julgada material, podendo até ser modificada para mais ou para menos, o que a deixa de fora dos cálculos dos honorários.

“Em virtude de sua natureza inibitória, [a multa] destina-se a impedir a violação de um direito, de forma imediata e definitiva”, disse.

Para o ministro, no caso concreto, o acórdão do Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR) solucionou bem a controvérsia, ao decidir que o advogado só deve receber honorários no que se refere ao montante da condenação a título de danos morais. 

 
Esta notícia refere-se ao(s) processo(s):REsp 1367212
 
   
   
   
  Copyright OMX Advogados Associados © Todos direitos reservados.
Rua Joaquim Távora, n. 226 - cj. 13 - Vila Mathias, CEP 11075-300 - Santos - São Paulo - Brasil
Tel.: 55 13 3327-0542 - Fax.: 55 13 3327-4527
cialis originale cialis svizzera kamagra oral jelly kamagra svizzera comprar kamagra viagra sin censura viagra original jintropin preis somatropin kaufen hgh kaufen hygetropin kaufen jintropin kaufen jintropin hygetropin bestellen kigtropin jintropin kigtropin jintropin hgh achat
michael kors uk adidas nmd uk puma trainers Timberland uk ray ban sunglasses uk converse trainers nike air max shoes nike cortez uk salomon shoes nike free run uk le coq sportif trainers nike huarache sale nike trainers nike roshe run uk golden goose sneakers